Neymar, Mbappé e os Meninos da Tailândia: notas sobre a Copa do Mundo

O que une um garoto pobre da periferia do litoral paulista, um filho de pai camaronês e mãe argelina criado nos subúrbios de Paris e os adolescentes “Javalis Selvagens” da Tailândia? Os pragmáticos poderiam dizer, como Bill Clinton: “É a economia, estúpido!”. Mas em verdade vos digo: é o futebol, a nossa religião leiga, muito mais que um jogo, que um esporte, que um negócio, sem deixar de ser tudo isso

Continue lendo