As angústias do Messias

A catástrofe sanitária e a rápida explosão de famintos e desassistidos tende a ser muito mais forte do que a surrada cantilena de Jair Messias contra o isolamento

Por Luciano Siqueira – Outro dia, na entrada do Palácio Alvorada, Bolsonaro respondeu a pergunta de uma repórter a propósito da rápida progressão da covid-19 no Brasil: “Eu me chamo Messias, mas não faço milagres”.

Continue lendo