O odioso racismo bolsonarista agora em gestos

Por Marco Campanella – Alguns consideraram um ato de desrespeito aos parlamentares, mas o sinal emitido pelo assessor de Bolsonaro é claro e está associado ao movimento racista originário nos Estados Unidos e replicado aqui pelos que seguem doentiamente o negacionismo do atual presidente e seu guru ideológico da Virgínia, Olavo de Carvalho.

Continue lendo