Bolsonaro convida, Queiroga aceita e Pazuello é demitido da Saúde

Enquanto Bolsonaro e Queiroga se reuniam, no Palácio do Planalto, Pazuello fazia um balanço de sua gestão, embora tenha negado que fosse uma despedida da pasta. Ele havia participado, na noite anterior, de uma reunião com a também cardiologista Ludhmila Hajjar, cotada para assumir o lugar do general, que recusou o convite.

Continue lendo