Trump quer rever pacto de armas para vender mais drones

O governo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, planeja reinterpretar um tratado de armas dos tempos da Guerra Fria firmado entre 34 países com o objetivo de permitir que prestadores de serviço de defesa dos Estados Unidos vendam mais drones de fabricação norte-americana a uma vasta gama de nações.

Continue lendo

Brasil deixa pacto de migração da ONU

Bolsonaro justifica medida afirmando que “Brasil é soberano” para decidir sobre migrantes. Assinado por mais de 160 países, acordo não é vinculativo, ou seja, não prevê punições para os signatários que não o cumprirem.

Continue lendo