Petrobras e chinesa CNODC levam o bloco Aram

Um consórcio da Petrobras com a chinesa CNODC arrematou nesta quinta-feira o bloco Aram, na Bacia de Santos, com bônus de assinatura fixo de R$ 5,05 bilhões, durante a 6ª Rodada de licitação de áreas do pré-sal sob regime de partilha, informou a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Continue lendo

Opep: perspectiva de alta no mercado de petróleo em 2020

As perspectivas do mercado de petróleo para 2020 podem ter um potencial positivo, parecendo minimizar a necessidade de cortes mais profundos na produção, disse nesta terça-feira o secretário-geral da Opep, Mohammad Barkindo. A Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados liderados pela Rússia se reúnem em dezembro para revisar a política de produção.

Continue lendo

Governo notifica 11 países e cobra esclarecimento sobre óleo

O governo federal notificou 11 países cobrando esclarecimentos sobre 30 navios mapeados dentro da investigação sobre a origem do vazamento de óleo que atingiu diversas praias do Nordeste. A informação foi dada pelo coordenador de operações navais da Marinha, almirante de esquadra Leonarndo Puntel, em entrevista a jornalistas no sábado. No sábado, o presidente em exercício, general Hamilton Mourão, disse que não havia mais praias sujas pelo óleo no Nordeste.

Continue lendo

Preços do petróleo Brent devem seguir perto de US$60 por barril em 2020

Os preços do petróleo Brent provavelmente continuarão sendo negociados em torno dos níveis atuais em 2020, disse o Goldman Sachs nesta quarta-feira, uma vez que a desaceleração do crescimento econômico e preocupações geopolíticas não geram expectativas de grandes ondas no mercado. Os preços do petróleo Brent devem continuar sendo negociados em torno de US$ 60 por barril, segundo nota do banco de investimento na terça-feira.

Continue lendo

Opep e aliados manterão estabilidade do mercado após 2020

Em seu último relatório mensal, de outubro, a Opep cortou sua projeção para o crescimento econômico global em 2020 para 3%

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e seus aliados estão comprometidos com a manutenção da estabilidade no mercado de petróleo para além de 2020, uma vez que a oferta física está relativamente apertada globalmente, disse nesta terça-feira o secretário-geral do grupo de produtores, Mohammad Barkindo. Ele acrescentou que o cumprimento dos níveis de produção acertados entre países da Opep e seus aliados está em 136%, o que limita a oferta global, enquanto o crescimento da produção na América do Norte, incluindo em bacias de “shale” nos Estados Unidos, está desacelerando.

Continue lendo