Porta-voz do golpe, Braga Netto é questionado por cientista político

O general também foi mencionado pela mídia por ter deixado oficialmente a assessoria da Presidência onde estava alocado desde que deixou o Ministério da Defesa, em março. Ele deve ser o vice na chapa do presidente Jair Bolsonaro (PL) à reeleição e um dos coordenadores da campanha, junto com o filho ’01’, o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ).

Continue lendo

Haddad assegura liderança em SP e França tem chances ao Senado

Mesmo no cenário com Márcio França, o pré-candidato petista teria 16 pontos de vantagem sobre o ex-ministro da Infraestrutura do Bolsonaro, Tarcísio de Freitas (Republicanos), que aparece com 16%. Haddad registra ainda 18 pontos de vantagem sobre o atual governador Rodrigo Garcia (PSDB), que aparece com 10% das intenções de voto.

Continue lendo

CPI para investigar roubalheira no MEC ainda será definida

Pacheco afirmou que deve se manifestar formalmente a respeito do pedido depois de se reunir com o colégio de líderes partidários da Casa, na próxima segunda-feira. O mandatário evitou manifestar posicionamento demarcado sobre a questão da CPI e disse que irá seguir as normas previstas no regimento do Senado.

Continue lendo

Política monetária em 2023

Por Paulo Kliass – A partir do primeiro dia de janeiro de 2023, o novo governante vai encontrar uma diretoria do BC composta e nomeada pela dupla Bolsonaro & Guedes. Caso Lula venha ser confirmado pela vontade da maioria do eleitorado, tal como apontam as pesquisas de opinião, ele não poderá fazer nada a esse respeito.

Continue lendo

Nos intestinos da campanha de Bolsonaro, cólicas deflagram a crise

Bolsonaro

Na quarta-feira, Lima e os assessores principais da campanha, entre eles os ministros Ciro Nogueira (Casa Civil) e Braga Netto (assessor especial), o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) e o presidente nacional do PL, Valdemar da Costa Neto, apresentaram ao presidente um plano estratégico detalhado para os próximos 100 dias de campanha.

Continue lendo

Mandatário não se contém e, em caso de derrota, prega novo golpe

Bolsonaro tem intensificado suas declarações no sentido de que não aceitará o resultado das urnas eletrônicas. No último fim de semana, o mandatário resgatou no WhatsApp uma mensagem antiga de um coronel da Polícia Militar para avisar que a corporação “seguirá o Exército em caso de ruptura institucional”. Mas isso, agora, parece muito longe da realidade.

Continue lendo

Nova pesquisa sinaliza para a estabilidade de Lula, na liderança

Os índices de Lula e Bolsonaro permanecem estáveis. No levantamento anterior, Lula tinha 44%. No início da série da pesquisa, em 21 de março deste ano, Lula tinha os mesmos 43%, e Bolsonaro, 29%. O crescimento de Bolsonaro não período não refletiu a mudança em um cenário que se mantém inalterado nos últimos meses.

Continue lendo

Fiesp se alinha à democracia e rejeita ameaça de golpe de Estado

Na noite passada, em entrevista a blogs simpatizantes, Bolsonaro voltou a insinuar e fazer ameaças golpistas, novamente sem apresentar qualquer indício concreto de fraude nas urnas eletrônicas. Ele sinalizou, entretanto, que a tentativa de uma ruptura democrática teria um alto custo, como Bolsonaro experimentou no último dia 7 de Setembro.

Continue lendo