Justiça converte em preventiva prisão de Pastor Everaldo

Pastor foi preso há duas semanas por suspeita de corrupção

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu converter a prisão do presidente do PSC, Pastor Everaldo, de temporária para preventiva (que não tem prazo para acabar). A decisão foi tomada na sexta-feira pelo ministro Benedito Gonçalves, relator da Corte que acompanha a Operação Tris In Idem.

Continue lendo