Manifestantes anti-lockdown protestam em Londres

À medida que uma segunda onda de infecções ganha velocidade, o governo do primeiro-ministro Boris Johnson intensificou as restrições em partes da Inglaterra onde os casos estão aumentando, na esperança de proteger a economia e permitir que as regiões menos afetadas permaneçam abertas.

Continue lendo