Ambientalistas protestam contra construção de aterro no RS

O movimento alerta para o risco de contaminação das águas que abastecem a região metropolitana. “A construção do lixão representa uma ameaça direta aos recursos hídricos da região. A área proposta para o aterro sanitário está situada sobre sedimentos instáveis, o que aumenta o risco de vazamentos.

Continue lendo