FMI alerta para riscos de declínio na economia global, puxado pela China

O credor global prevê que a América Latina e o Caribe crescerão 0,2% este ano e 1,8% em 2020

A guerra da Rússia na Ucrânia pode levar mais para cima os preços de energia, diz o FMI. Ele vê ainda “muita incerteza” na oferta de gás russo para a Europa, neste ano e no próximo, e adverte que um corte total nessas entregas se refletiria em mais inflação global. Na Europa, haveria potencialmente racionamento de gás e um forte impacto no Produto Interno Bruto (PIB).

Continue lendo

Economistas apontam para risco de recessão global ainda este ano

Bancos Centrais de vários países, incluindo o Federal Reserve (Fed) dos EUA, têm aumentado as taxas de empréstimo à medida que o custo de vida atinge níveis recordes. O presidente do Fed, Jerome Powell, disse na véspera os EUA não está tentando desencadear uma recessão, mas que está empenhado em controlar os preços.

Continue lendo

Recessão nos EUA está a caminho, avalia ‘The Economist’

Não há como escapar do aperto à frente para a economia norte-americana, avalia a revista The Economist. A alta dos preços dos alimentos e do petróleo está consumindo os gastos das pessoas. Em abril, os preços ao consumidor foram 8,3% superiores aos do ano anterior. Mesmo excluindo os preços de alimentos e de energia, a inflação anual é de 6,2%.

Continue lendo

Ellon Musk prevê recessão global e anuncia demissões na Tesla

Com a notícia, as ações da Tesla caíram quase 5% no pré-mercado dos EUA na sexta-feira, e as ações listadas em Frankfurt caíram 3,6% após o relatório. Musk alertou, nas últimas semanas, sobre os riscos de uma recessão global, mas seu email ordenando um congelamento de contratações e cortes de pessoal foi a mensagem mais direta e explícita do chefe da montadora.

Continue lendo

Investidores estão com os bolsos cheios, mas temem quadro recessivo

Os níveis de caixa entre os investidores atingiram o nível mais alto desde setembro de 2001, mostrou o relatório, com o BofA descrevendo os resultados como “extremamente baixistas”. A pesquisa deste mês com investidores com US$ 872 bilhões sob gestão também mostrou que bancos centrais agressivos são vistos como o maior risco, seguido por uma recessão global.

Continue lendo

Monitor do PIB mostra economia estagnada, com a inflação em alta

Banco Central

As informações foram divulgadas nesta sexta-feira, pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV). Em termos monetários, estima-se que o Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos no país) no acumulado do ano até outubro, em valores correntes, foi de R$ 7,162 trilhões.

Continue lendo

Brasil entra em 2022 à beira da recessão, aponta relatório do CS

De acordo com o Credit Suisse, sem um forte comprometimento de reduzir o déficit e aumento na produtividade, provavelmente teremos um crescimento de PIB fraco e uma continuação na piora da dívida bruta. Os autores do relatório também projetam que o consumo e os investimentos tendem a contrair devido ao forte aumento da inflação.

Continue lendo

Queda na produção industrial aponta para retomada difícil da economia

Trata-se da terceira retração mensal consecutiva. Com esse resultado, a produção na indústria setor ficou 2,9% abaixo do patamar de registrado em fevereiro de 2020, ainda antes da pandemia. E 19,1% abaixo do nível recorde registrado em maio de 2011. Uma das causas dessa retração, segundo o executivo, está relacionada com a redução do consumo das famílias.

Continue lendo

Preços batem alta recorde e sinalizam para aumento dos juros

O IPCA não superava 5% desde janeiro de 2017 – em algumas regiões, ultrapassa os 7%. Apenas os alimentos sobem 15%, quase três vezes mais que a inflação. Já o INPC anual ultrapassou os 6%, em meio ao quadro recessivo que se agrava, desde março do ano passado, com a pandemia que ora se agrava, em todos os Estados brasileiros.

Continue lendo