Reforma ou retrocesso?

A nossa Constituição aparecia como uma peça de resistência às propostas de privatização, de desregulamentação e de liberalização desenfreada

Por Paulo Kliass – Parte de nossas elites em geral, as forças em torno dos interesses do sistema financeiro internacional e a oligarquia do financismo tupiniquim nunca engoliram muito bem o desenho apresentado à Nação por Ulysses Guimarães na Constituição Cidadã.

Continue lendo

Retrocesso neocolonial

Por Paulo Kliass – Os produtos originários do Brasil passam a encontrar dificuldades de aceitação, refletindo uma mudança radical em relação ao histórico da boa aceitação do chamado “made in Brazil”.

Continue lendo