STF condena mais 15 réus por atos golpistas em Brasília

Ao final, prevaleceram as penas propostas por Moraes, que variam de 12 a 17 anos de prisão. Todos foram acusados pelos crimes de associação criminosa armada, dano qualificado, deterioração de patrimônio tombado, golpe de Estado e abolição violenta do Estado Democrático de Direito. 

Continue lendo

Supremo se aproxima da maioria em processo contra golpistas

O julgamento virtual dessa leva termina na segunda-feira e, no dia seguinte, a Corte já abre mais um julgamento para sobre tornar réus outros 250 apontados como golpistas pela PGR. Os ministros Dias Toffoli, Edson Fachin, Cármen Lúcia e Rosa Weber votaram com o relator, Alexandre de Moraes, para implicar os 250 acusado.

Continue lendo