Tesouro emite mais títulos da dívida pública, com prazos alongados

O desempenho da economia brasileira pode ser mensurado nos movimentos do Tesouro Nacional

A operação marca o retorno do país ao mercado externo após emissão de US$ 3,5 bilhões feita no início de junho, quando foram colocados dois papéis novos: o Global 2025 e o Global 2030. Na época, o custo de proteção contra calote da dívida brasileira, medido por Credit Default Swaps (CDS) de cinco anos, estava em torno de 219 pontos básicos.

Continue lendo

Tesouro destruidor

Por Paulo Kliass – Até parece que não faltam assuntos relevantes para serem discutidos no campo da política econômica do superministro Paulo Guedes. No entanto, os grandes meios de comunicação dedicam páginas e mais páginas, telas e telas a lamentar a saída de Mansueto Almeida do cargo de Secretário do Tesouro Nacional.

Continue lendo