Uma trabalhadora sob o fascismo no Brasil

Por Urariano Mota – Não sei se eu era o primeiro cliente a conversar com ela, porque vivemos numa imitação de sociedade de castas, ou se eu era o primeiro a reclamar do desgoverno enquanto comprava pão. Mas na hora a dúvida que me ocorreu foi outra.

Continue lendo