Corrigir o descalabro

Por João Guilherme Vargas Netto – É muito difícil pensar ou escrever sobre a catástrofe de Brumadinho sem indignação. Para aonde se olha o que se vê é desleixo, descuido, irresponsabilidade, conivência, egoísmo, impunidade e avidez de lucro. A lama emporcalha tudo.

Continue lendo