Bilionário que não quer comparecer à CPI sai em defesa de Yamaguchi

“Ela manteve a calma, deu a outra face e não agrediu seus ofensores”, escreveu o empresário na internet. Wizard, suspeito de integrar um gabinete paralelo da Saúde, também foi alvo de requerimento para depor na CPI. O senador Alessandro Vieira ainda protocolou um pedido para quebrar sigilos do bilionário, mas ainda não foi votado.

Continue lendo