Talebã ataca distrito no oeste do Afeganistão e deixa mortos

Arquivado em: Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 5 de abril de 2019 as 10:45, por: CdB

O distrito de Bala Murghab foi cenário de combates recorrentes nos últimos dois meses, e autoridades já haviam alertado que o local poderia cair nas mãos do Talebã se não recebesse reforços.

Por Redação, com Reuters – de Herat, Afeganistão

Centenas de combatentes do Talebã atacaram um distrito da província de Badghis, no oeste do Afeganistão, e tanto forças do governo afegão quanto o grupo insurgente sofreram dezenas de baixas, disseram autoridades provinciais.

Exército afegão em preparação para operação contra insurgentes

O distrito de Bala Murghab foi cenário de combates recorrentes nos últimos dois meses, e autoridades já haviam alertado que o local poderia cair nas mãos do Talebã se não recebesse reforços.

Os combates se intensificaram no país antes da temporada de primavera de violência costumeira, já que os dois lados querem ter trunfos para as conversas sobre um acordo de paz.

O Talebã matou 36 membros das forças do governo e capturou vários postos de verificação de segurança em ataques que começaram na noite de quarta-feira, disse Waris Sherzad, governador distrital de Bala Murghab, na noite de quinta-feira, acrescentando que os enfrentamentos continuam.

Mais de 30 combatentes talebãs também morreram, disse Jamshed Shahabi, porta-voz do governador distrital de Badghis.

O porta-voz do Talebã, Qari Yousuf Ahmadi, disse que o grupo atacou de quatro direções, tomando cinco postos de verificação de segurança.

O Ministério da Defesa afegão disse em uma série de tuítes que suas forças decidiram “recuar taticamente” dos postos de verificação para evitar baixas civis. A pasta disse que pediu vários ataques aéreos contra posições do Talebã.

Ao mesmo tempo, grandes inundações atingiram Badghis na quinta-feira, matando um número desconhecido de pessoas e arrasando casas, plantações e escolas, disse a organização World Vision.

As inundações pegaram os afegãos de surpresa, já que chegaram cerca de uma semana depois de outras inundações e foram desencadeadas por chuvas moderadas, explicou a organização em um comunicado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *