Técnico do PSG diz que Mbappé pode ser titular na semifinal e elogia Neymar

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 17 de agosto de 2020 as 12:59, por: CdB

O atacante do Paris Saint-Germain Kylian Mbappé pode começar como titular na semifinal da Liga dos Campeões contra o RB Leipzig, nesta terça-feira, quando o clube francês tentará se classificar a uma final de Liga dos Campeões pela primeira vez.

Por Redação, com Reuters – de Lisboa

O atacante do Paris Saint-Germain Kylian Mbappé pode começar como titular na semifinal da Liga dos Campeões contra o RB Leipzig, nesta terça-feira, quando o clube francês tentará se classificar a uma final de Liga dos Campeões pela primeira vez.

Atacante Kylian Mbappé, do PSG, em partida contra Celtic
Atacante Kylian Mbappé, do PSG, em partida contra Celtic

Mbappé saiu do banco na última meia hora contra a Atalanta, na semana passada, para dar o passe para o gol da vitória, e o técnico Thomas Tuchel disse em uma entrevista coletiva que o vencedor da Copa do Mundo pela França não sofreu nenhuma reação no tornozelo lesionado.

Questionado sobre se Mbappé poderia começar no ataque ao lado do brasileiro Neymar, Tuchel afirmou: “Sim, ele jogou 30 minutos contra a Atalanta e não teve problemas com o tornozelo”.

– Desde então ele teve seis dias para se recuperar, vai treinar e se houver possibilidade de ele começar, vamos ver se consegue jogar os 90 minutos. Vamos decidir se começa ou se ele entra durante o jogo – acrescentou.

A entrada de Mbappé mudou o ritmo do time francês diante dos italianos. O PSG perdia por 1 a 0 e marcou dois gols no final para avançar à semifinal.

Neymar

Até a entrada do jogador de 21 anos, que injetou velocidade e criatividade no lado esquerdo, Neymar carregou grande parte da responsabilidade pelos ataques do PSG. Tuchel disse que o desempenho do brasileiro tem mostrado qualidades nem sempre reconhecidas.

– Desde que cheguei, ele sempre foi um líder. Um líder diferente, não como todos o entendem, mas com suas qualidades, sua confiança, sua coragem no campo, sua vontade de vencer. Ele adora competição e você precisa disso para ser um líder – declarou ele.

– Também criamos um grupo com jogadores como Ander Herrera, Pablo Sarabia, Keylor Navas e outros, caras que sabem muito bem como conviver juntos, criamos uma atmosfera coletiva. Talvez esta seja a chave para ver Neymar em outro nível.