Temer volta a ser preso por ordem de maioria do Tribunal Federal

Arquivado em: Brasil, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 8 de maio de 2019 as 19:59, por: CdB

A pedido das defesas, o ex-presidente Temer e seu cúmplice, coronel Lima, poderão se apresentar em locais a serem determinados.

 

Por Redação – do Rio de Janeiro

 

O Tribunal Regional Federal da Segunda Região (TRF-II) decidiu nesta quarta-feira, por 2 votos a 1, na Primeira Turma pela revogação do habeas corpus do ex-presidente Michel Temer e de João Baptista Lima Filho (Coronel Lima), acusado de ser o seu principal cúmplice na formação de um grupo criminoso. Assim, Temer e Lima voltam à prisão, nas próximas horas.

Os magistrados veem indícios de que Temer participa de esquema de propina no Porto de Santos desde a década de 90

A pedido das defesas, ambos poderão se apresentar em locais a serem determinados. O ex-ministro e ex-governador do Rio Moreira Franco e outros cinco acusados tiveram o habeas corpus mantido. Os acusados foram soltos no dia 25 de março, após decisão liminar do desembargador Ivan Athié.

Eletronuclear

Temer e Lima foram presos na Operação Descontaminação no dia 21 de março, pela Justiça Federal do Rio, e soltos quatro dias depois, embora pesem sobre ambos acusações sobre o desvio de cerca de R$ 1,8 bilhão em dinheiro público.

Ambos respondem por corrupção, peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa. A investigação é relacionada às obras da usina nuclear de Angra 3, operada pela Eletronuclear. Tanto Temer quanto seu possível cúmplice também respondem a outros processos, na Justiça Federal.

A defesa do ex-presidente diz que nada foi provado contra Temer e que a prisão constitui um “atentado ao Estado democrático de Direito”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *