Tempestade deixa mais de 20 mortos no nordeste dos EUA

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 2 de setembro de 2021 as 12:29, por: CdB

 

Algumas pessoas morreram afogadas nos porões inundados de suas casas, e diversas estações de metrô da metrópole foram tomadas pela água.

Por Redação, com ANSA e Reuters – de Washington

Mais de 20 pessoas morreram em inundações e tornados causados pelo rescaldo da tempestade tropical Ida no nordeste dos Estados Unidos.

Inundações em Nova York por conta da tempestade tropical Ida

A cidade de Nova York concentra o maior número de vítimas, com sete, e tanto a governadora Kathy Hochul quanto o prefeito Bill de Blasio declararam estado de emergência.

Algumas pessoas morreram afogadas nos porões inundados de suas casas, e diversas estações de metrô da metrópole foram tomadas pela água.

Nova York

Nova York registrou na quarta-feira, 80,01 milímetros de chuva em apenas 60 minutos, maior quantidade para um período tão curto já vista na cidade, um milímetro equivale a um litro de água acumulada em uma superfície de um metro quadrado.

Na cidade de Passaic, em Nova Jersey, o corpo de um homem de cerca de 70 anos foi encontrado dentro de um carro arrastado por uma enchente. Também foram registradas mortes nos Estados de Virgínia e Maryland.

A onda de mau tempo é provocada pelo rescaldo da tempestade tropical Ida, que já havia deixado um rastro de destruição na Louisiana, sul dos EUA, no início da semana. Dezenas de milhares de residências no estado sulista continuam sem energia elétrica.

Com o aquecimento da superfície dos oceanos devido à crise climática, eventos extremos estão se tornando cada vez mais comuns e devastadores, colocando em risco comunidades costeiras de todo o mundo.

Furacão

As pessoas que fugiram antes de o poderoso furacão Ida devastar o sul da Louisiana estão sendo orientadas a não voltar para casa, uma vez que a região segue sem energia, ao mesmo tempo em que as autoridades estão com dificuldades para fornecer água e outros itens essenciais em meio a um alerta de calor.

Três dias após a chegada do furacão de categoria 4, cerca de 1 milhão de residências e empresas permaneciam sem eletricidade na Louisiana e no Mississippi, embora a energia tenha sido restaurada para alguns clientes na parte leste de Nova Orleans na manhã de quarta-feira, segundo a Entergy Corp.

A concessionária avisou que pode levar semanas para que o serviço seja restabelecido em algumas áreas onde as torres de transmissão se transformaram em montes de metal.

O número de óbitos subiu para seis na quarta-feira depois da confirmação da morte de dois trabalhadores no Alabama que estavam consertando a rede elétrica, de acordo com um executivo da Pike Electric, fornecedora de serviços públicos.

Afetados

Outros milhares foram afetados, com várias casas destruídas e cidades inundadas, evocando lembranças do furacão Katrina, que matou cerca de 1.800 pessoas e quase destruiu Nova Orleans há 16 anos.

O presidente Joe Biden viajará para Nova Orleans nesta sexta-feira para avaliar os danos do furacão Ida e se reunir com líderes estaduais e locais, disse a Casa Branca nesta quarta-feira.

A rua principal de Houma, uma das cidades duramente atingidas ao sul de Nova Orleans, estava repleta de metal e madeira que descascou dos prédios. A porta da frente de um estúdio de tatuagem foi destruída e o vidro espalhado ao longo da via.

– Nunca mais – disse Danna Schwab, de 56 anos, sobre sua decisão de enfrentar a tempestade em Houma e as horas que ela e sua filha passaram empurrando uma janela. “Foi muito assustador.”

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code