Timão arranca empate do Figueirense

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado domingo, 6 de abril de 2003 as 18:31, por: CdB

Com gol salvador do zagueiro Cesar nos últimos segundos de jogo, o Corinthians evitou sua segunda derrota consecutiva no Brasileirão, ao empatar com o Figueirense por 3 a 3, em Florianópolis, na tarde deste domingo. Com o resultado, a equipe chegou ao seu primeiro ponto no torneio.

Mesmo sem Kléber e Vampeta, o Corinthians não se abalou. Apesar de ser goleado no início do Campeonato Brasileiro, a equipe está motivada com a campanha na Copa Libertadores da América. No meio da semana, o Corinthians fez 6 a 1 no Fénix, do Uruguai, e garantiu classificação à segunda fase do torneio.

O Figueirense, que empatou com o Vitória por 1 a 1 na estréia, jogando fora de casa, não vinha de bom resultado. O time catarinense garantiu vaga nas oitavas-de-final da Copa do Brasil com uma derrota por 3 a 1 para o Fortaleza.

Na próxima quarta, o Corinthians encerra sua participação na primeira fase da Libertadores enfrentando o The Strongest, em La Paz, na Bolívia. A equipe volta a campo pelo Brasileirão no sábado, em São Paulo, contra o Paysandu.

Já o Figueirense recebe o São Paulo, na quarta-feira, em Santa Catarina, no jogo de ida das oitavas-de-final da Copa do Brasil. No sábado, a equipe vai a Santos enfrentar o atual campeão brasileiro, pela terceira rodada do Brasileirão.

O jogo
O Corinthians partiu para o ataque logo no início. Jorge Wagner disparou pelo lado esquerdo e cruzou para dentro da área. A bola foi interceptada pelo goleiro Edson Bastos.

O time corintiano dominava a partida. Aos 9min, no primeiro contra-ataque do Figueirense, a equipe chegou ao gol. Luciano Sorriso arrancou em velocidade e abriu para Danilo na ponta direita. Ele invadiu a área e tocou na saída de Doni para abrir o placar.

O gol não abalou o Corinthians, que continuou no ataque. Aos 11min, Liedson, de cabeça, quase empatou. Com uma defesa difícil, Edson Bastos salvou a equipe de Florianópolis.

Aos 16min, outra boa oportunidade desperdiçada. Rogério cruzou para Fabinho, que cabeceou a bola para fora.

O Figueirense conseguiu equilibrar o jogo apenas após os 20min de partida. As melhores oportunidades criadas pelo Corinthians eram de bolas lançadas na pequena área.

O Corinthians ainda teve a chance de empatar o jogo antes de terminar o primeiro tempo. Aos 41min, Liedson fez boa jogada pela direita. Após se livrar de três zagueiros, ajeitou para Gil, que chutou descontrolado, longe da meta do Figueirense. Liedson ainda fez um gol aos 45min, mas o atacante estava totalmente impedido.

As equipes voltaram sem alterações para o segundo tempo. O Figueirense, entretanto, voltou melhor e tomou a iniciativa do jogo.

Logo aos 3min, Renato Santiago quase fez um golaço. Ele aproveitou passe de Simplício pela direita e, com um toque de letra, de calcanhar, quase ampliou para o time catarinense. A bola passou raspando a trave direita de Doni, já que estava batido no lance.

Acuado, o Corinthians não conseguia sair de seu campo de defesa. Aos 10min, Danilo perdeu ótima oportunidade, ao chutar a bola em cima de Doni. Na seqüência, Roger cometeu pênalti em Renato Santiago, não marcado pelo árbitro gaúcho Leonardo Gaciba da Silva.

A equipe catarinense permaneceu pressionando o adversário. Aos 14min, Fábio Luciano deu um carrinho dentro da área e derrubou Evair. Dessa vez, o árbitro assinalou pênalti. Danilo, que havia feito o primeiro gol do jogo, cobrou com categoria e ampliou o marcador.

O jogo esquentou. Aos 17min, Fábio Luciano se redimiu do pênalti cometido em Evair e descontou para o Corinthians. O zagueiro subiu e encobriu o goleiro Édson Bastos, que saiu errado do gol após cobrança de escanteio.

O Corinthians chegou ao empate cinco minutos depois, novamente em bola parada. Rogério cobrou escanteio na cabeça de Liedson. Sem marcação, o atacante subiu sozinho para empatar o jogo.

O Figueirense se perdeu após tomar o gol de empate. Aos 31min, o técnico Vagner Benazzi resolveu modificar o time. Ele tirou Renato Santiago e