Tiroteio na Cracolândia deixa policial ferido em SP

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, São Paulo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 15 de janeiro de 2020 as 11:14, por: CdB

A ação da PM, que contou com gás de pimenta e gás lacrimogêneo, causou forte indignação entre alguns cidadãos de São Paulo.

Por Redação, com Sputnik e ABr – de SãoPaulo

Um policial militar ficou ferido durante um tumulto entre agentes e usuários de drogas na região da Cracolândia, no Centro de São Paulo, na manhã desta quarta-feira.

Um policial militar ficou ferido durante um tumulto entre agentes e usuários de drogas
Um policial militar ficou ferido durante um tumulto entre agentes e usuários de drogas

O policial, cuja identidade não foi revelada, foi levado para o Hospital Central da Santa Casa de Misericórdia, ferido por um disparo com arma de fogo. Mas os detalhes sobre seu estado de saúde não foram divulgados.

Até o momento, não há informações precisas sobre o que poderia ter provocado o incidente. No entanto, de acordo com o Estadão, a polícia afirmou que os agentes teriam apenas reagido a uma provocação por parte dos usuários de drogas.

Operação da Polícia Militar

A ação da PM, que contou com gás de pimenta e gás lacrimogêneo, causou forte indignação entre alguns cidadãos de São Paulo, que usaram as redes sociais para responsabilizar o governo estadual pelo ocorrido. O tráfego na Avenida Rio Branco foi interrompido.

Desde 5h desta quarta-feira, a Polícia Militar realiza atividades da 35ª edição da Operação São Paulo Mais Seguro em todo o estado, “com a finalidade de garantir a continuidade da redução dos indicadores criminais, aumentando a presença ostensiva para melhorar a percepção de segurança das pessoas e combater o crime”, informa o site do governo paulista. Mas ainda não é possível afirmar se o incidente na Cracolândia teria alguma relação com essa operação.

Em nota, a secretaria informou que a operação foi motivada por uma denúncia anônima.

Tráfico de armas

Policiais federais fizeram nesta quarta-feira uma operação para cumprir 17 mandados de prisão e 26 de busca e apreensão contra suspeitos de tráfico de armas nos estados do Rio de Janeiro, Paraná e de Mato Grosso do Sul. Até o início da tarde, haviam sido cumpridos dois mandados de prisão e 11 de busca e apreensão, cumpridos na região de Foz do Iguaçu (PR) e Mundo Novo (RS).

A operação, chamada Container, é resultado de uma investigação sobre tráfico de armas da Superintendência da Polícia Federal (PF) no Rio de Janeiro.

O alvo principal da investigação, cujo nome não foi divulgado pela PF, foi preso na região de Santa Helena, no Paraná.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *