Tiroteio deixa um policial e quatro suspeitos feridos

Arquivado em: Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 30 de agosto de 2021 as 14:56, por: CdB

Segundo a Polícia Militar, agentes da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) Prazeres/Escondidinho realizaram uma ocupação na comunidade para coibir um baile não autorizado que teria influência de traficantes.

Por Redação, com agências de notícias – do Rio de Janeiro

Um tiroteio deixou um Policial militar e quatro suspeitos feridos durante uma operação da PM no Morro dos Prazeres, em Santa Teresa, região central do Rio. De acordo com a corporação, todos os feridos foram levados para o Hospital Souza Aguiar, no Centro.

PMs ocupam comunidade por tempo indeterminado

Segundo a Polícia Militar, agentes da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) Prazeres/Escondidinho realizaram uma ocupação na comunidade para coibir um baile não autorizado que teria influência de traficantes.

Na chegada dos policiais à comunidade, os suspeitos atiraram contra a equipe e houve confronto. Os feridos foram socorridos no hospital.

Durante a operação, outros dois suspeitos foram presos com duas pistolas, uma granada e drogas. Após o confronto, equipes do 4ºBPM (São Cristóvão) e 5ºBPM (Praça da Harmonia) reforçaram o policiamento na região. De acordo com a PM, a ocupação não tem data para terminar.

Sistema financeiro

Policiais civis da 39ª DP (Pavuna) prenderam, na sexta-feira, um homem acusado de crimes contra o sistema financeiro nacional. Contra ele, havia um mandado de prisão pendente.

O homem foi localizado em sua residência, em Bangu, Zona Oeste do Rio, após levantamento de inteligência e cruzamento de dados. Ele não resistiu à prisão.

Roubo

Agentes da 118ª DP (Araruama) prenderam, na última sexta-feira, um ex-funcionário de uma transportadora que participou de um assalto contra a própria empresa, ocorrido em 2018, no município de Iguaba Grande, na Região dos Lagos.

Ele foi localizado na cidade de São Pedro da Aldeia, após monitoramento e cruzamento de dados do setor de inteligência da unidade.

Segundo as investigações, o detido é ex-segurança da empresa de transporte e acusado de repassar informações privilegiadas aos assaltantes, colaborando com o roubo de uma carga que estava sendo transportada

O acusado foi conduzido para a 118ª DP, onde foi cumprido um mandado de prisão pelo crime de roubo majorado.

Milícia

A Força-Tarefa criada pela Polícia Civil para combater a milícia prendeu, no sábado, Marcelo Barbosa Ramalho, conhecido como “MM”, apontado como chefe da organização criminosa que atua nas comunidades Pantanal, em Duque de Caxias, e Garibaldi, em Belford Roxo, ambas na Baixada Fluminense. Ele foi localizado e capturado em Caxias, na localidade que controlava.

A ação foi realizada por agentes da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (DESARME), Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM) e Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas e Inquéritos Especiais (DRACO). Eles vinham monitorando MM desde o ano passado, quando o criminoso assumiu o comando do grupo paramilitar após a morte do miliciano e ex-vereador Jonas Gonçalves da Silva, o “Jonas É Nós”.

A milícia liderada por MM é responsável por diversos homicídios e foi a primeira no Rio de Janeiro a se associar com o narcotráfico. O grupo também tem ligação com Danilo Dias Lima, o “Tandera”.

No momento da abordagem, o miliciano estava em um bar e não ofereceu resistência. Com MM foram apreendidos um revólver, uma pistola, dois carregadores e telefones celulares. O criminoso foi conduzido à Cidade da Polícia, no Jacarezinho, para confecção do flagrante por organização criminosa e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code