Tóquio 2020: organizadores precisam responder a dúvidas sobre preparativos, diz COI

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Esportes Olímpicos, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 23 de abril de 2018 as 12:23, por: CdB

Falando na reunião da Análise de Projeto do COI em Tóquio, Coates disse que não haverá trégua dos Comitês Olímpicos Nacionais (CONs) e das federações esportivas internacionais durante o período que antecede os Jogos

Por Redação, com Reuters – de Tóquio:

John Coates, presidente do Comitê de Coordenação do Comitê Olímpico Internacional (COI) para a Olimpíada de Tóquio de 2020, disse aos organizadores do evento nesta segunda-feira que os investidores podem perder a confiança em sua capacidade de sediá-lo se eles não responderem a dúvidas sobre os preparativos.

John Coates durante entrevista coletiva em Tóquio

Falando na reunião da Análise de Projeto do COI em Tóquio, Coates disse que não haverá trégua dos Comitês Olímpicos Nacionais (CONs); e das federações esportivas internacionais durante o período que antecede os Jogos.

Investidores

– Entramos em uma fase na qual as perguntas dos investidores se tornam muito pragmáticas e muito urgentes – disse o australiano nos comentários com; que inaugurou a reunião de dois dias.

– Eu não estava na (reunião da entidade) SportAccord; mas li e sei que sua delegação passou por isso com as federações internacionais que estavam lá; com algumas perguntas muito pertinentes.

– Digo como amigo: podem esperar mais disto.

Mais de 200 CONs visitarão Tóquio em novembro, e Coates acredita; que a ocasião imporá um desafio aos organizadores.

Respostas

– Eles irão querer respostas, então vocês têm que estar preparados para responder estas perguntas quando elas forem feitas. Se não o fizerem, estes são os tipos de coisas que podem impactar a confiança de nossos investidores em sua capacidade de sediar os Jogos – disse Coates.

– É muito difícil se recuperar disso uma vez que esse ímpeto começa a se formar.

A reunião da Análise de Projeto ocorre na esteira da decisão; tomada em dezembro, de atualizar o orçamento projetado para a Tóquio 2020; o que envolve uma redução de US$ 1,4 bilhão nos custos totais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *