Tóquio: mais de 70% dos japoneses querem Jogos cancelados ou adiados

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Esportes Olímpicos, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 12 de abril de 2021 as 14:22, por: CdB

 

Mais de 70% do povo japonês quer que a Olimpíada de Tóquio seja cancelada ou adiada enquanto a pandemia do novo coronavírus (covid-19) se alastra, mostrou uma pesquisa da agência de notícias Kyodo News nesta segunda-feira, pouco mais de 100 dias antes do início planejado dos Jogos.

Por Redação, com Reuters – de Tóquio

Mais de 70% do povo japonês quer que a Olimpíada de Tóquio seja cancelada ou adiada enquanto a pandemia do novo coronavírus (covid-19) se alastra, mostrou uma pesquisa da agência de notícias Kyodo News nesta segunda-feira, pouco mais de 100 dias antes do início planejado dos Jogos.

Mais de 70% dos japoneses querem Jogos de Tóquio cancelados ou adiados

A sondagem revelou que 39,2% querem os Jogos cancelados, enquanto 32,8% são a favor de outro adiamento. Só 24,5% dos entrevistados querem que o maior evento esportivo do mundo aconteça de acordo com o cronograma.

Também nesta segunda-feira, Tóquio iniciou um período de um mês de medidas quase emergenciais para conter uma quarta onda de infecções de covid-19 desencadeada por variantes mutantes virulentas.

Mais de 92,6% dos entrevistados receia um ressurgimento das infecções, apontou a pesquisa da Kyodo, realizada entre 10 e 12 de abril.

A vacinação

Embora a vacinação de pessoas de 65 anos e acima tenha começado em cerca de 120 postos de todo o país nesta segunda-feira, as doses importadas continuam escassas e o ritmo das inoculações dificilmente deterá a onda mais recente de infecções.

A sondagem descobriu que cerca de 60% das pessoas estão insatisfeitas com o progresso do Japão nas vacinações.

O índice de aprovação do gabinete do primeiro-ministro, Yoshihide Suga, aumentou 1,9 ponto percentual em relação a um mês atrás e chegou a 44%, e seu índice de desaprovação está em 36,1%, segundo a pesquisa.

Evento-teste

Os organizadores da Olimpíada de Tóquio disseram na semana passada que decidiram adiar um evento-teste de polo aquático planejado para o final de semana, já que a pandemia de covid-19 continua a atrapalhar os preparativos do início dos Jogos de Verão de julho.

Os organizadores estão procurando uma data adequada em maio ou junho para realizar o evento, disse o comitê da Tóquio 2020 em um comunicado.

“Realizar eventos-teste é muito importante para a preparação dos Jogos de Tóquio de 2020”, disse o comitê organizador. “Para garantir o melhor nível de preparação para estes eventos-teste e para os Jogos de Tóquio de 2020, considerando o calendário de cada participante sob as condições globais atuais da covid-19, avaliou-se que era necessário adiar os eventos.”

A emissora pública NHK noticiou mais cedo que autoridades estrangeiras não conseguiram ir ao Japão para o evento devido às contramedidas rígidas contra a covid-19. Uma porta-voz da Tóquio 2020 não quis comentar.

O adiamento

O adiamento é um contratempo para os organizadores poucos dias depois da retomada de eventos-teste, que são ensaios importantes para confirmar as capacidades operacionais dos Jogos, pela primeira vez em um ano.

Inicialmente, os organizadores estavam planejando 18 eventos-teste em abril e maio, começando com o rúgbi de cadeira de rodas em 3 e 4 de abril.

Para complicar, acredita-se que a Federação Internacional de Natação (Fina) cancelará as eliminatórias olímpicas de mergulho e nado sincronizado, que também deveriam fazer as vezes de eventos-teste, neste mês e no próximo em Tóquio.