Torcedor do Chelsea é banido de estádios por 3 anos devido a homofobia

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 4 de janeiro de 2019 as 12:50, por: CdB

George Bradley admitiu o delito de uso de palavras ameaçadoras, abusivas ou insultantes ou comportamento causador de assédio, alarme ou perturbação no Tribunal dos Magistrados de Brighton.

Por Redação, com Reuters – de Londres

Um torcedor do Chelsea foi proibido de comparecer a jogos durante três anos depois de ser considerado culpado de entoar cantos homofóbicos durante um confronto com o Brighton and Hove Albion no Campeonato Inglês no Estádio Amex no mês passado.

Um torcedor do Chelsea foi proibido de comparecer a jogos durante três anos depois de ser considerado culpado de entoar cantos homofóbicos

Na quinta-feira George Bradley admitiu o delito de uso de palavras ameaçadoras, abusivas ou insultantes ou comportamento causador de assédio, alarme ou perturbação no Tribunal dos Magistrados de Brighton.

O jovem de 20 anos também recebeu uma multa equivalente a US$ 1.219.

– Gostaríamos de agradecer à Polícia de Sussex por sua assistência neste incidente repulsivo, e estamos muito satisfeitos com o desfecho – disse um porta-voz de Brighton em um comunicado.

– Ele ressalta tanto seu compromisso quanto o nosso com uma política de tolerância zero com qualquer forma de ofensa daqueles que assistem partidas no Amex.

City acaba com invencibilidade do Liverpool

Leroy Sané marcou o gol da vitória do Manchester City sobre o Liverpool por 2 a 1 no Etihad Stadium, na quinta-feira, impondo a primeira derrota da temporada ao time de Juergen Klopp e diminuindo sua vantagem no topo do Campeonato Inglês para quatro pontos.

Sadio Mané acertou o poste para o Liverpool aos 18 minutos e, após uma disputa, John Stones tirou a bola em cima da linha com o goleiro Ederson já batido.

Foi o City que abriu o placar cinco minutos antes do intervalo, quando Bernardo Silva encontrou Sergio Aguero dentro da área e o argentino soltou um chute forte, quase sem ângulo, superando Alisson para fazer 1 a 0.

O Liverpool reagiu com força depois do intervalo e empatou quando Andrew Robertson aproveitou cruzamento de Trent Alexander-Arnold e a bola sobrou para Roberto Firmino completar de cabeça para a rede.

Entretanto, o City voltou a ficar à frente aos 27, quando Raheem Sterling saiu do meio-campo e tocou para Sané na esquerda. O alemão chutou cruzado para marcar.

Aguero chegou perto de um terceiro gol depois que Sterling liderou um contra-ataque rápido, mas Alisson estava à altura da tarefa, enquanto do outro lado Ederson fez uma boa defesa para evitar tentativa de Mohammed Salah.

Alisson ainda fez outra defesa para evitar gol de Bernardo Silva aos 45 minutos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *