Transporte de lixo deve ser normalizado na próxima semana no Rio

Arquivado em: Destaque do Dia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 3 de abril de 2019 as 13:21, por: CdB

Com a falta de pagamento, a Ciclus interrompeu no início desta semana o transporte das ETRs para o aterro, o que provocou sobrecarga nas estações.

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

A normalização do transporte de lixo na cidade do Rio de Janeiro deve demorar até o fim da próxima semana, informou nesta quarta a concessionária responsável pelo serviço, que explicou que isso só irá ocorrer se a prefeitura quitar os pagamentos previstos para esta sexta-feira.

Transporte de lixo no Rio deve ser normalizado na próxima semana

Desde segunda-feira, o município enfrenta problemas no transporte dos resíduos sólidos para o Centro de Tratamento de Resíduos de Seropédica, na Baixada Fluminense, por conta de uma dívida de R$ 72 milhões com a Ciclus Ambiental. A empresa é responsável pelas cinco estações de transferência de resíduos (ETRs) da cidade, pelo transporte do resíduo dessas ETRs para o Aterro de Seropédica e pelo tratamento no aterro sanitário.

Com a falta de pagamento, a Ciclus interrompeu no início desta semana o transporte das ETRs para o aterro, o que provocou sobrecarga nas estações, onde os caminhões que fazem a coleta domiciliar da cidade depositam o lixo. Para resolver o problema, a prefeitura acertou pagar R$ 2,5 milhões na terça, R$ 7,5 milhões desta quarta e R$ 20 milhões na sexta-feira.

A parcela de terça-feira já foi paga, o que permitiu que a Ciclus retomasse o transporte com 10 das cerca de 100 carretas utilizadas diariamente. Se o pagamento de quarta se confirmar, mais 10 devem ser reativadas. A quitação dos R$ 20 milhões na sexta-feira, segundo a empresa, permitirá que toda a frota volte a trabalhar, o que fará com o que a logística de transporte se normalize no fim da semana que vem.

A Ciclus pondera, entretanto, que R$ 20 milhões dos R$ 30 milhões que a prefeitura se comprometeu a pagar já estavam previstos na parcela mensal devida pelo serviço. Além disso, a prefeitura não deu prazo para quitar outros R$ 42 milhões. Segundo a companhia, a quitação dos R$ 30 milhões sustenta o serviço em carga plena por apenas 12 dias.

Em nota, a Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) afirmou que os pagamentos combinados para esta semana estão sendo cumpridos, e que um novo cronograma de pagamentos será definido em uma reunião com a concessionária.

A companhia municipal diz ainda que a coleta domiciliar de resíduos não será interrompida na cidade e que estão funcionando normalmente três das cinco estações de transferência de resíduos, em Bangu, Santa Cruz e Caju. Segundo a prefeitura, as ETRs de Marechal Hermes e Jacarepaguá estão temporariamente fechadas, mas a última deve ser reaberta ainda hoje.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *