Tribunal rejeita apelação do Boca Juniors para suspender final da Libertadores

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado sábado, 8 de dezembro de 2018 as 12:51, por: CdB

O Boca entrou com um recurso na mais alta instância do esporte na sexta-feira, depois que a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) rejeitou a alegação de que o River Plate deveria ser desclassificado do equivalente da Liga dos Campeões da Europa.

Por Redação, com Reuters – de Buenos Aires

A tentativa de última hora do Boca Juniors de suspender a final, deste domingo, da Copa Libertadores contra o River Plate foi rejeitada pelo Tribunal de Arbitragem do Esporte (CAS, na sigla em inglês) neste sábado, abrindo caminho para a partida decisiva em Madri.

O Boca entrou com um recurso na mais alta instância do esporte

O Boca entrou com um recurso na mais alta instância do esporte na sexta-feira, depois que a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) rejeitou a alegação de que o River Plate deveria ser desclassificado do equivalente da Liga dos Campeões da Europa.

– O Tribunal Arbitral do Esporte (CAS) indeferiu um pedido urgente de medidas provisórias apresentado ontem pelo CA Boca Juniors, no qual tentou suspender a segunda partida da final da Copa Libertadores – disse o CAS em um comunicado.

A organização disse que, no entanto, que ouvirá os méritos do recurso do Boca em uma data posterior não revelada.

Boca e River empataram em 2 a 2 na primeira rodada da final, em 11 de novembro, mas a segunda etapa no estádio River’s Monumental foi adiada depois que os jogadores do Boca foram feridos quando o técnico foi atacado por torcedores do River.

A segunda etapa está programada para o estádio Santiago Bernabéu, no Real Madrid, no domingo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *