Trinta homens da Polícia Federal investigam assassinato de sem-terras em MG

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado segunda-feira, 22 de novembro de 2004 as 03:34, por: CdB

Trinta homens da Polícia Federal estão na zona rural do município de Felisburgo, em Minas Gerais, investigando a chacina ocorrida em um acampamento do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Cinco pessoas morreram e quatro estão internadas. O ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, foi quem determinou o encaminhamento da PF para o local. 

– A Polícia Federal vai tomar todas as providências para investigar o caso- afirmou Thomaz Bastos.

As investigações iniciais apontam, segundo relatos de testemunhas, que dos invasores, apenas dois estavam encapuzados. O acampamento Terra Prometida, ocupado por cerca de 200 famílias desde 2002, foi atacado na manhã de sábado por pistoleiros, segundo o membro da direção estadual do MST, Mauro Lemes. De acordo com o MST, o Instituto de Terras de Minas Gerais (Iter-MG) verificou que as terras eram devolutas.