Trump diz que governo e Congresso trabalham sobre gastos emergenciais com coronavírus

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 3 de março de 2020 as 14:44, por: CdB

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta terça-feira que o governo está trabalhando com o Congresso para aprovar uma proposta de gastos emergenciais para acelerar a resposta do país ao coronavírus.

Por Redação, com Reuters – de Washington/Moscou

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta terça-feira que o governo está trabalhando com o Congresso para aprovar uma proposta de gastos emergenciais para acelerar a resposta do país ao coronavírus, acrescentando que espera que os parlamentares autorizem cerca de US$ 8,5 bilhões.

Presidente dos EUA, Donald Trump
Presidente dos EUA, Donald Trump

Os comentários de Trump, feitos durante uma reunião de líderes de condado em Washington, foram feitos enquanto os parlamentares no Congresso procuram finalizar sua proposta de gastos e colocá-la em debate possivelmente já na quarta-feira.

Seis pessoas morreram na região de Seattle, no Estado de Washington, por doenças causadas pelo novo coronavírus, disseram autoridades de saúde nesta segunda-feira, enquanto autoridades ao longo dos Estados Unidos se organizavam para lidar com mais infecções, com ênfase no aumento do número de kits de exame disponíveis.

Casos

O dr. Jeff Duchin, diretor da agência de saúde pública de Seattle e Condado de King, anunciou o aumento de mortes em relação às duas anteriores no Estado de Washington. Ele disse em uma entrevista coletiva que a região não estava recomendando o fechamento de escolas ou o cancelamento de nenhum evento neste momento, mas eles preveem que o aumento nos casos continue.

O número total de casos no Estado de Washington está agora em 18. Cinco das mortes ocorreram no Condado de King e uma no condado de Snohomish, também na região de Puget Sound, ao norte de Seattle.

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, cujo Estado tem um caso confirmado, permitiu que o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC) realize em Nova York testes para o vírus que matou cerca de 3.000 pessoas em todo o mundo desde que surgiu na China, em dezembro.

– Gostaria de ter uma meta de 1.000 testes por dia em uma semana, porque, quanto mais testes, melhor – disse Cuomo em um briefing na segunda-feira.

As autoridades federais de saúde disseram que o número de kits de exame para coronavírus será radicalmente expandido nas próximas semanas. Os Estados Unidos parecem propensos a um aumento nos casos, em parte porque haverá mais testes para confirmar infecções.

O número de casos nos Estados Unidos até 1º de março subiu para 91, segundo o CDC.

 Proposta de Putin

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, aceitou a proposta do presidente da Rússia, Vladmir Putin, de realizar uma reunião com os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU, informou a agência de notícias Interfax nesta terça-feira, citando o ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov.

A Rússia espera que a hora e o local da cúpula sejam acordados em breve, afirmou Lavrov.

Um alto funcionário do governo dos EUA disse na semana passada que Trump estava disposto a se encontrar com os líderes de Rússia, China, Reino Unido e França com o objetivo de discutir o controle de armas.