Trump na Coreia do Norte e Bolsonaro: um covarde que humilha o Brasil

Arquivado em: América do Norte, Ásia, Destaque do Dia, Opinião, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 2 de julho de 2019 as 13:32, por: CdB

Trump já havia sido “jantado” pelo camarada Xi Jinping (presidente da China) em uma histórica bilateral no G-20 e agora está de quatro diante do Rocket Man.

 

Por Elias Jabbour – do Rio de Janeiro

 

Presidente dos EUA, Donald Trump já pôs os pés até na Coreia do Norte e ainda nem cogita o dia que colocará os pés aqui. Isso diz muito sobre o que se transformou o Brasil e sua importância no mundo hoje. Em alguns gestos Kim Jong Un praticamente obrigou o líder da maior potência mundial a procurá-lo em território sul-coreano e ficar sem jeito, após ser convidado, de dar uns passos no lado norte da península.

O presidente russo, Vladimir Putin, fita diretamente o contraparte brasileiro, Jair Bolsonaro, que desvia o olhar. A imagem viralizou nas redes sociais
O presidente russo, Vladimir Putin, fita diretamente o contraparte brasileiro, Jair Bolsonaro, que desvia o olhar. A imagem viralizou nas redes sociais

Trump já havia sido “jantado” pelo camarada Xi Jinping (presidente da China) em uma histórica bilateral no G-20 e agora está de quatro diante do Rocket Man. Qualquer analista mediano sabe que os recentes movimentos de Kim Jong Un com a Coreia do Sul, Rússia e China indicam a garantia material de retomada do crescimento econômico da Coreia do Norte (via investimentos maciços chineses e sul-coreanos), logo uma garantia de que a Coreia Popular nunca abrirá mão de seu programa nuclear.

Sátrapa

Logo, seria uma sacanagem comparar o tirocínio estratégico de um estadista da estatura de Kim Jon Un com um sátrapa como Jair Bolsonaro, que sem nenhum pedido formal e muito menos reciprocidade liberou a entrada de norte-americanos em nosso país, sem visto, e entregou para administração estrangeira a base de Alcântara e permitiu o fim da Embraer.

Resta a este anão político (digno representante da classe média sem espelho) quase que pedir desculpas ao presidente da Rússia, Vladimir Putin, por nós estarmos na fronteira com a Venezuela. Além de tudo que se sabe a respeito deste verme, descobre-se que ele não passa de um covarde.

Elias Jabbour é doutor em Geografia pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP e articulista do Correio do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *