Trump sofre desgaste político após novas derrotas para a covid-19

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado domingo, 19 de julho de 2020 as 14:44, por: CdB

A pandemia já causou a morte de mais de 140 mil pessoas no país. Neste momento, a Flórida, a Califórnia, o Texas e outros Estados do sul e oeste estão batendo recordes diariamente.

Por Redação, com agências internacionais – de Washington

Epicentro mundial da pandemia do novo coronavírus, o Estado norte-americano da Flórida comunicou, neste domingo, mais de 12 mil novos casos da covid-19. Trata-se do quinto dia seguido com mais de 10 mil novas infecções, mesmo após promessas do presidente, Donald Trump, de que o vírus estava começando a ficar sob controle.

Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump
Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump perde espaço político, em ano eleitoral, pela forma como conduziu o país, em meio à pandemia do novo coronavírus

A pandemia já causou a morte de mais de 140 mil pessoas no país. Neste momento, a Flórida, a Califórnia, o Texas e outros Estados do sul e oeste estão batendo recordes diariamente. Apesar do recorde de novos casos nacionalmente, a administração Trump está pressionando pela reabertura de escolas em algumas semanas e combatendo uma norma federal para o uso de máscaras em público.

Mantra

Desgastado, politicamente, em face da maneira como se posicionou durante a pandemia, Trump defendeu sua gestão na crise do coronavírus em uma entrevista neste domingo, dizendo que há apenas focos do vírus ocorrendo ao redor do país.

— Temos brasas e temos chamas. A Flórida está como uma chama, mas… mas que será controlada — afirmou.

O presidente norte-americano repetiu à emissora Fox News seu mantra de que o vírus vai sumir em algum momento.

— Eu estarei certo, eventualmente. Ele vai desaparecer e eu estarei certo — espera.

Testes positivos

Especialistas do Centro de Controle e Prevenção de Doenças alertaram que os casos e mortes podem aumentar no outono e inverno no país, que correspondem à primavera e verão no Brasil. Quase todos os 20 modelos de previsão usados pelo CDC projetam aumento de mortes nas próximas semanas.

Em todo os EUA, cada métrica usada para medir a pandemia está indo na pior direção: a de aumento de casos, mortes, internações e taxas de testes positivos. Ao menos 14 Estados informaram novos recordes de internação por coronavírus em julho, incluindo Alabama, Arizona, Carolina do Norte, Flórida, Nevada e Texas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code