Trump manda congelar fundos de ajuda para a Síria

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Últimas Notícias
Publicado sábado, 31 de março de 2018 as 12:03, por: CdB

Ordem para suspender envio de US$ 200 milhões para ajudar em esforços de reconstrução ocorre um dia após presidente dos EUA afirmar que tropas vão “sair muito em breve” do país

Por Redação, com DW – de Washington:

O presidente dos EUA, Donald Trump, ordenou ao Departamento de Estado que congele fundos da ordem de US$ 200 milhões destinados a “esforços de recuperação” na Síria, informou The Wall Street Journal na sexta-feira. A suspensão foi posteriormente confirmada por assessores da Casa Branca que falaram à agência Reuters.

O presidente dos EUA, Donald Trump

A revelação veio à tona um dia depois de Trump ter dito que os Estados Unidos sairão da Síria “muito em breve”. Trata-se de mais um indicativo de que o presidente quer mesmo deixar o país.

Funcionários disseram à agência France-Presse que o comentário de Trump na véspera não foi impensado. Há semanas, ele pressiona contra a ideia de um compromisso de médio a longo prazo; para estabilizar o leste da Síria; revertendo a política americana para o país em guerra civil; que vinha sendo adotada nos últimos sete anos. Os US$ 200 milhões seriam usados em projetos de infraestrutura.

Segundo o WSJ, Trump solicitou o congelamento dos fundos; após ler matérias afirmando que os EUA haviam comprometido dinheiro; para os esforços de recuperação da Síria.

EI

Os Estados Unidos têm mais de 2 mil militares no leste da Síria que trabalham com milícias locais para enfrentar o grupo Estado Islâmico (EI); enquanto tenta se manter fora da guerra civil.

O desejo de Trump de abandonar o conflito se choca com a nova estratégia dos Estados Unidos na Síria anunciada em janeiro passado pelo então secretário de Estado Rex Tillerson; recentemente demitido pelo presidente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *