Trump sinaliza ‘acordo comercial muito substancial’ a May

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 4 de junho de 2019 as 10:37, por: CdB

Trump agradeceu May por fazer um trabalho fantástico e disse que ele desconhecia os prazos de May, mas que ela deveria se manter por perto.

Por Redação, com Reuters – de Londres

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse à premiê britânica, Theresa May, nesta terça-feira, que os Estados Unidos fariam um acordo comercial muito substancial e justo com o Reino Unido após o Brexit.

Presidente dos EUA, Donald Trump, e premiê do Reino Unido, Theresa May

– Acho que teremos um acordo comercial muito, muito substancial, será um acordo muito justo, e acho que é algo que ambos queremos fazer – disse Trump a May e líderes empresariais no início de uma reunião. “Vamos efetivar isso”.

Trump agradeceu May por fazer um trabalho fantástico e disse que ele desconhecia os prazos de May, mas que ela deveria se manter por perto.

– Não sei exatamente qual é o seu cronograma, mas fique por perto. Vamos fazer esse acordo – disse Trump.

May anunciou que irá renunciar na sexta-feira, mas vai permanecer no cargo até que um substituto seja escolhido.

O presidente dos EUA e May encontravam líderes empresariais britânicos e norte-americanos no segundo dia da visita oficial de Trump ao Reino Unido. Mais tarde, eles farão uma coletiva de imprensa.

– Nós somos seu maior parceiro… Acho que há uma grande oportunidade para gentilmente ampliar isso, especialmente agora – afirmou Trump.

Banquete de Estado

Uma refeição de quatro pratos, mais de 2 mil talheres folheados a prata e ouro e um brinde à rainha: Donald Trump apreciou todos os detalhes do banquete de Estado que teve a rainha Elizabeth como anfitriã, na segunda-feira.

Embora seja a primeira vez em que Trump e sua mulher Melania têm a experiência de um banquete real britânico, a rainha está acostumada a tais ocasiões: é a 113ª vez em que Elizabeth recebe mandatários para uma visita de Estado.

Convites para visitas de Estado são feitos pelo governo, mas quem atua como anfitriã é a rainha.

Depois de ser recebido no Palácio de Buckingham com uma salva de tiros de canhão e uma banda militar em marcha, Trump teve um almoço privado com a monarca e um chá com seu filho, o príncipe Charles.

Eles então participaram de um banquete formal em que os homens usavam gravata branca e casacas e as mulheres vestidos de gala. Melania usava um vestido de crepe de seda da Dior com detalhes em tule de seda.

– Conforme olhamos para o futuro, estou confiante de que nossas valores comuns e interesses compartilhados continuarão a nos unir – disse Elizabeth no banquete, antes de brindar a Trump e sua esposa.

– Esta noite celebramos uma aliança que nos ajudou a garantir a segurança e a prosperidade de ambos os povos por décadas, e a qual acredito que durará por muitos anos – completou a rainha.

Trump exaltou Elizabeth por sua contribuição aos esforços da Segunda Guerra Mundial, recontando uma história em que ela repara o motor de um caminhão militar.

– Aquela jovem mecânica era a futura rainha, uma grande, grande mulher – disse Trump. “O laço entre nossas nações foi selado para sempre naquela grande cruzada.”

– Conforme honramos nossa vitória compartilhada e as heranças, afirmamos os valores comuns que nos unirão por muito tempo em direção ao futuro; liberdade, soberania, autodeterminação, a justiça pelas leis e as alusões aos direitos a nós concedidos por nosso Deus Todo Poderoso.

Então a refeição começou: filé de linguado ao vapor com mousse de agrião seguido por um corte de cordeiro e depois por um doce de morangos com creme de limão e verbena e uma seleção de frutas frescas.

Os vinhos oferecidos incluíam um espumante inglês Windsor Great Park 2014 e um Cheateau Lafite Rothschild 1990.

A refeição foi servida no “Grand Service”, conjunto completo de prataria com folheados em ouro feita por encomenda para George IV quando ele era príncipe de Gales, em 1806. O conjunto consiste em 4 mil peças, incluindo os pratos de jantar e 107 candelabros.

Segundo o Palácio de Buckingham, os arranjos finais para o banquete de Estado começam cerca de cinco dias antes da chegada do mandatário visitante e todos os detalhes são aprovados pessoalmente pela rainha Elizabeth.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *