Trump volta atrás e desiste de impor quarentena a NY, epicentro da pandemia

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Saúde, Últimas Notícias
Publicado domingo, 29 de março de 2020 as 16:52, por: CdB

Trump disse, no Twitter que, o alerta será administrado pelos governos de Nova York, Nova Jersey e Connecticut, em consultas com o governo federal.

Por Redação, com Reuters – de Nova York, NY, e Washington

Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump confirmou, neste domingo, que uma quarentena para a região de Nova York para conter a disseminação do coronavírus foi descartada. Ele acrescentou que pediu às autoridades federais de saúde que emitam “um forte alerta de viagem” no lugar da quarentena.

NY é o centro da pandemia hoje, no mundo, e o principal ponto de contaminação, nos EUA - Fonte: NYTimes
NY é o centro da pandemia hoje, no mundo, e o principal ponto de contaminação, nos EUA – Fonte: NYTimes

Trump disse, no Twitter que, o alerta será administrado pelos governos de Nova York, Nova Jersey e Connecticut, em consultas com o governo federal.

“Uma quarentena não será necessária. Detalhes completos serão divulgados pelo CDC (Centro de Prevenção e Controle de Doenças) nesta noite”, escreveu o presidente norte-americano no Twitter.

Isolamento

Após o tuíte do presidente, o CDC emitiu um alerta contra viagens não essenciais aos moradores dos três Estados por 14 dias.

No alerta divulgado em seu site, o órgão disse que o aviso não se aplica a funcionários de “indústrias de infraestrutura críticas”, incluindo caminhoneiros e profissionais de saúde pública, serviços financeiros e de abastecimento de alimentos.

Também antes de tuitar que a quarentena não seria necessária, Trump disse no sábado que avaliava colocar os três Estados em isolamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *