Tubarão em Pitimbu

Arquivado em: Opinião, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 4 de janeiro de 2019 as 09:51, por: CdB

Só faltava essa: um tubarão alienígena surpreende a todos e provoca a maior algazarra na praia de Pitimbu, litoral sul da Paraíba.

Por Luciano Siqueira – de Brasília

Acontecimento jamais visto por essas plagas, asseguram caseiros experientes logo convocados para uma opinião sobre o inusitado fenômeno.

Tubarões interestaduais costumam ser agressivos

— Qual o tamanho do tubarão? E a cor: branco ou azul?

— Que espécie?

O ambientalista aqui da turma logo supõe ser um cação, que comparado aos tubarões dos filmes sensacionalistas e da orla do Recife são verdadeiras piabas inofensivas.

— Nem dentes têm, assegura.

O fato é que em poucos minutos a praia foi praticamente evacuada.

Daqui da varanda vi a rapidez como as pessoas recolheram guarda-sóis e cadeiras plásticas, as crianças pequenas conduzidas no braço.

Como se estivessem se antecipando à cena mais tarde mostrada na TV, tubarões agressivos avançando sobre banhistas desatentos.

Varandas das casas de veraneio repletas, as pessoas arriscando hipóteses:

— Deve ser um cardume fugitivo de Suape, que errou o cálculo, devia ter ficado em Boa Viagem, no Recife, passou direto e veio parar aqui, arriscou o jovem namorado da sobrinha sentindo-se no dever de opinar.

— Tubarões interestaduais costumam ser agressivos, sentenciou o vizinho pronunciando as sílabas com a língua enrolada de quem já bebeu quase todas.

Mas eis que a tranquilidade volta a reinar nessa terra de mar azul e águas cálidas e tranquilas:

— Não é tubarão, é um peixe-boi, anuncia meu neto Miguel, 13 anos, observador nato e atento.

Um casal apaixonado aqui da nossa turma, temendo a perturbação do eterno idílio, fugira para a varanda do primeiro andar. Ao saber da boa notícia do ex-tubarão agora reconhecido como modesto peixe-boi, desceu lépido em busca de uma cerveja gelada, drinque predileto dos que se dedicam à educação física.

A tranquilidade reposta, evidente é a frustração da nossa turma e dos vizinhos mais próximos, que julgavam protagonizar acontecimento extraordinário justo no último dia do ano.

Assim é a vida: quem nasceu para simples veranista nunca vira notícia na TV.

Luciano Siqueira, é médico, vice-prefeito do Recife, membro do Comitê Central do PCdoB.

As opiniões aqui expostas não representam necessariamente a opinião do Correio do Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *