Tucanos alvoroçados marcam prévias para saber quem enfrentará o ex-presidente Lula

Arquivado em: Política, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 9 de março de 2021 as 16:20, por: CdB

As prévias ganharam destaque em fevereiro, em face da articulação de João Doria para conquistar a vaga, mas Eduardo Leite resolveu entrar na disputa. Governador de São Paulo, Doria e Leite, governador do Rio Grande do Sul, são os dois nomes tucanos alinhados na disputa.

Por Redação – de São Paulo

Absolutamente pressionado pela decisão do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), que liberou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para concorrer às eleições presidenciais do ano que vem, o PSDB definiu, na noite passada, que a legenda promoverá prévias para definir seu candidato ao Palácio do Planalto, em 2022. A data marcada é o dia 17 de outubro deste ano.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB)
O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), tenta ser escolhido para disputar as eleições presidenciais do ano que vem

As prévias ganharam destaque em fevereiro, em face da articulação de João Doria para conquistar a vaga, mas Eduardo Leite resolveu entrar na disputa. Governador de São Paulo, Doria e Leite, governador do Rio Grande do Sul, são os dois nomes tucanos alinhados na disputa. O senador Tasso Jereissati (CE) também figura entre os possíveis concorrentes do partido.

Disputa

Avalizadas pelo presidente do PSDB, Bruno Araújo, as prévias e seu calendário foram publicadas na véspera. A primeira etapa está prevista para 30 de abril, prazo para que seja constituída uma comissão partidária para as prévias. Já as regras da eleição interna têm que ser aprovadas pela executiva do PSDB até 15 de junho.

Outros pré-candidatos poderão se inscrever na disputa entre 1º e 10 de agosto. Segundo o estatuto do PSDB, as prévias devem ocorrer “sempre que houver mais de um candidato disputando a indicação do partido”.