Turista suíço baleado continua internado em estado grave no Rio

Arquivado em: Destaque do Dia, Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 31 de dezembro de 2019 as 10:07, por: CdB

Ele foi baleado no último domingo por criminosos que seriam da comunidade da Cidade Alta, também na Zona Norte da cidade.

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

O turista suíço Michele Galli, de 75 anos, continua internado em estado grave no Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Zona Norte do Estado do Rio de Janeiro. Ele foi baleado no último domingo por criminosos que seriam da comunidade da Cidade Alta, também na Zona Norte da cidade.

Casal seguia para Paraty para festa da virada
Casal seguia para Paraty para festa da virada

Ele estava acompanhado da mulher, Miranda Pia Regazzoni, que sofreu apenas escoriações devido a estilhaços. Segundo a Polícia Civil, o casal seguia para Paraty, no sul do Estado, onde passaria a virada do ano.

Arrastão

Ainda de acordo com a polícia, eles saíram do Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste da cidade, mas o GPS do carro os levou até a rodovia Rio-Petrópolis. Na altura do Trevo das Missões, próximo à Cidade Alta, eles teriam sido vítimas de um arrastão (tipo de roubo em que assaltantes roubam várias pessoas ao mesmo tempo).

As primeiras informações da Polícia Civil indicam que os criminosos teriam tentado levar o carro dos turistas, que não falam português e se assustaram com as armas.

A Delegacia Especial de Apoio ao Turismo (Deat) informou na noite de segunda-feira que realiza diligências para identificar os responsáveis pelo disparo que atingiu um casal de turistas suíço.  A mulher dele, Miranda Pia Regazzoni, foi atingida por estilhaços de vidro, sofreu ferimentos leves e não necessitou de internação. Ela foi ouvida por mais de 4 horas na Deat e deu detalhes de como tudo aconteceu. Em princípio, foi informado que o suíço tinha 73 anos de idade.

O casal saiu do Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste do Rio, e tentou ir para a cidade de Paraty, litoral na Costa Verde, guiando-se pelo GPS do carro, mas não conseguiu chegar ao destino. No retorno, por volta das 17h30, na rodovia Rio-Petrópolis (BR-040), nas proximidades do Trevo das Missões, no perímetro urbano, foi abordado por homens armados com fuzis e pistolas, que faziam um arrastão na saída da rodovia.

As investigações apontam até agora, que o grupo teria tentado levar o veículo dos turistas, que não falam português e teriam se assustado ao verem as armas dos criminosos. Um casal de brasileiros que estava à frente dos suíços foi assaltado pelo mesmo grupo e teve o carro roubado. Agentes da delegacia especializada já requisitaram imagens de câmeras de segurança da região. Na perícia realizada no automóvel do casal, foi arrecadado o projétil que atingiu as vítimas.

A delegada Bianca Lima, titular da especializada, segue comandando as diligências e ouvindo depoimentos das vítimas e de pessoas que passavam na hora da abordagem pelos criminosos. Os bandidos seriam da comunidade Cidade Alta, em Cordovil, Zona Norte, que fica em frente a saída da rodovia federal.