Turquia rejeita recurso de pastor dos EUA

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 15 de agosto de 2018 as 13:00, por: CdB

O pastor evangélico Andrew Brunson está sendo julgado na Turquia por acusações de terrorismo. Seu caso está no centro de uma crise diplomática entre a Turquia e os Estados Unidos

Por Redação, com Reuters – de Istambul

Um tribunal turco rejeitou o recurso de um pastor cristão norte-americano para ser liberado da prisão domiciliar e para que sua restrição de viagens fosse suspensa, mas uma corte superior ainda não decidiu sobre o pedido, disse seu advogado à Reuters nesta quarta-feira.

Ismail Cem Halavurt, advogado de pastor norte-americano preso na Turquia Andrew Brunson

O pastor evangélico Andrew Brunson está sendo julgado na Turquia por acusações de terrorismo. Seu caso está no centro de uma crise diplomática entre a Turquia e os Estados Unidos que tem derrubado o valor da moeda turca, a lira.

Normalmente os tribunais demoram entre 3 e 7 dias para processar um recurso, mas uma decisão pode ser anunciada antes nesse caso, disse à Reuters o advogado de Brunson, Ismail Cem Halavurt.

– Uma decisão pode vir amanhã, ou até hoje à noite. Esses são recursos que demandam rápidas tomadas de decisão porque estão relacionados à liberdade de um indivíduo – disse.

Um recurso anterior apresentado por Halavurt em nome de Brunson foi rejeitado pelo tribunal.

O caso está no centro de uma disputa entre Estados Unidos e Turquia, dois membros da Otan que têm se distanciado há anos devido a uma série de divergências sobre a Síria, sua percepção de ameaças de segurança e acordos de defesa.

O pastor evangélico é acusado de terrorismo e de ajudar a rede do clérigo islâmico Fethullah Gulen, que mora nos Estados Unidos e que Ancara responsabiliza por organizar uma tentativa de golpe contra o presidente turco, Tayyip Erdogan, em julho de 2016.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *