Turquia: relatos de que Khashoggi foi dissolvido em ácido precisam ser analisados

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 5 de novembro de 2018 as 13:46, por: CdB

ktay disse que já é sabido que Khashoggi, que desapareceu dentro do consulado da Arábia Saudita.

Por Redação, com Reuters – de Ancara

Relatos de que o corpo do jornalista saudita assassinado Jamal Khashoggi foi dissolvido em ácido precisam ser investigados, disse o vice-presidente da Turquia, Fuat Oktay, nesta segunda-feira.

Manifestante segura cartaz com foto do jornalista saudita Jamal Khashoggi em Istambul, na Turquia

Oktay disse à agência de notícias turca Anadolu que já é sabido que Khashoggi, que desapareceu dentro do consulado da Arábia Saudita em Istambul no dia 2 de outubro, foi alvo de um assassinato premeditado.

– A questão agora é quem deu as ordens. É isso que estamos tentando responder agora – disse. “Outra questão é onde o corpo está… Há relatos de que o corpo foi dissolvido com ácido agora. Todos esses precisam ser examinados”.

Assassinato do jornalista Khashoggi

A ordem para matar o jornalista Jamal Khashoggi veio dos “mais altos escalões” do governo saudita, disse o presidente turco, Tayyip Erdogan, em um artigo publicado no Washington Post de sexta-feira.

No entanto, ele escreveu: “Não acredito nem por um segundo que o rei Salman, o guardião das sagradas mesquitas, tenha ordenado o ataque a Khashoggi”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *