Turquia deve sediar final da Liga dos Campeões em agosto

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 6 de maio de 2020 as 12:48, por: CdB

A Turquia planeja sediar a final da Liga dos Campeões no final de agosto, disse o chefe da federação de futebol local nesta quarta-feira, e retomará as ligas domésticas no dia 12 de junho, sem torcida, após suspensão de três meses causada pelo surto de covid-19.

Por Redação, com Reuters – de Ancara/Amsterdã

A Turquia planeja sediar a final da Liga dos Campeões no final de agosto, disse o chefe da federação de futebol local nesta quarta-feira, e retomará as ligas domésticas no dia 12 de junho, sem torcida, após suspensão de três meses causada pelo surto de covid-19.

Troféu da Liga dos Campeões
Troféu da Liga dos Campeões

A Uefa, entidade que controla o futebol europeu, adiou há dois meses indefinidamente a decisão da Liga dos Campeões, que estava programada para ocorrer em Istambul em 30 de maio.

O presidente da Federação Turca de Futebol (TFF), Nihat Ozdemir, afirmou que a final do torneio de clubes de elite da Europa está sendo planejada para o final de agosto, mas que detalhes sobre o formato e o cronograma serão finalizados após conversas com autoridades de saúde e a Uefa.

– Se Deus quiser, concluiremos nossas próprias ligas no final de julho. Vamos encerrar nossas copas em campo e depois encerraremos a temporada com a final da Liga dos Campeões em agosto – disse Ozdemir em entrevista coletiva.

Futebol turcas

Ele declarou que as ligas de futebol turcas, incluindo a principal Super Lig, serão retomadas a partir de 12 de junho sem torcedores e terminarão em 26 de julho. A programação da Super Liga envolverá 7 jogos nos finais de semana e 1 partida nos dias úteis, segundo ele.

Ozdemir acrescentou que as equipes jogarão partidas em suas próprias cidades e estádios, apesar das preocupações de que isso possa arriscar uma nova onda de casos de coronavírus em algumas áreas.

Istambul, o epicentro do surto na Turquia, abriga os três maiores clubes turcos e o Basaksehir.

No início desta semana, os principais clubes de futebol da Turquia retomaram sessões limitadas de treinamento, de acordo com medidas estabelecidas pela TFF na semana passada. Fenerbahce, Besiktas e o atual campeão Galatasaray realizaram treinos em pequenos grupos.

As ações dos quatro clubes

O Trabzonspor, líder da liga quando as partidas foram suspensas, também voltou aos gramados nesta semana. As ações dos quatro clubes subiram após decisão de retomar a liga.

Quase dois meses depois de relatar seu primeiro caso, a Turquia disse que o surto atingiu um platô. Na segunda-feira, começou a flexibilizar algumas medidas para retomar a economia, já que o número diário de mortes e novos casos continuava em trajetória descendente. A Turquia registrou 3.520 mortes por coronavírus e possui quase 130 mil casos confirmados.

Técnico da Holanda

O técnico da seleção holandesa de futebol, Ronald Koeman, deve receber alta do hospital na segunda-feira após ser internado com um problema cardíaco, disse seu agente.

Com 57 anos, Koeman teve dois stents inseridos em artérias bloqueadas e está estável, disse o agente Rob Jansen. O técnico foi levado de sua casa para o hospital em Amsterdã por uma ambulância no domingo, depois de se sentir mal após um passeio matinal de bicicleta.

A Real Associação de Futebol dos Países Baixos (Knvb) desejou a Koeman uma rápida recuperação. “Foi um choque, mas felizmente já está muito melhor”, disse a autarquia.

Koeman é treinador da seleção holandesa há pouco mais de dois anos e supervisionou a qualificação do país para o Campeonato Europeu.

Devido à pandemia de covid-19, ele agora estaria se preparando para levar o time ao seu primeiro grande torneio em seis anos depois de terem perdido a Euro 2016 e a final da Copa do Mundo de 2018 na Rússia.

Os campeonatos europeus foram adiados para o próximo ano.

Koeman, cuja carreira de jogador incluiu o sucesso na Liga dos Campeões com o PSV Eindhoven e o Barcelona, ​​foi técnico do Everton na Inglaterra antes de ser nomeado para estar à frente da seleção holandesa.