UE abre nova frente na batalha judicial contra AstraZeneca

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 11 de maio de 2021 as 13:49, por: CdB

A União Europeia iniciou um novo processo contra a AstraZeneca nesta terça-feira que pode resultar em sanções financeiras contra o laboratório, que o bloco alega ter violado um contrato de fornecimento de vacinas contra covid-19.

Por Redação, com Reuters – de Bruxelas

A União Europeia iniciou um novo processo contra a AstraZeneca nesta terça-feira que pode resultar em sanções financeiras contra o laboratório, que o bloco alega ter violado um contrato de fornecimento de vacinas contra covid-19.

UE abre nova frente de batalha judicial com AstraZeneca por atraso de vacinas

O processo é o segundo da UE contra a AstraZeneca. No final de abril, o bloco ingressou com ação contra atrasos nos suprimentos de vacinas.

A AstraZeneca disse que o primeiro processo da UE não tem mérito, afirmando ter cumprido o contrato. Um advogado do laboratório disse nesta terça-feira que o novo processo não é necessário, dado que um já está tramitando.

Rafael Jafferali, advogado da UE que falava em um tribunal belga na audiência desta terça-feira, pediu que a AstraZeneca entregue um total de 120 milhões de doses da vacina até o final de junho, o primeiro pedido formal de Bruxelas sobre o volume exato que deseja receber até meados do ano.

Originalmente, a farmacêutica anglo-sueca havia se comprometido a entregar 300 milhões de doses da vacina entre dezembro e o final de junho, mas adiou as remessas e só entregou 50 milhões até o momento, quantidade que pelo contrato era esperada em janeiro.

Atrasos

Como compensação parcial e imediata pelos atrasos, Jafferali disse à corte que a empresa deveria entregar 120 milhões de doses até o final de junho – 90 milhões no segundo trimestre, além das 30 milhões enviadas no final de março.

A meta da AstraZeneca é despachar 100 milhões de doses até o meio do ano, o que o advogado da empresa, Hakim Boularbah, confirmou na audiência desta terça-feira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code