UE pode ter que ampliar prazo para negociação comercial com Reino Unido

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 27 de dezembro de 2019 as 12:32, por: CdB

Von der Leyen disse que os dois lados precisam pensar seriamente se existe tempo suficiente para negociar um novo acordo comercial e firmar pactos sobre uma série de outras questões.

Por Redação, com Reuters – de Paris/Berlim

A União Europeia pode ter que ampliar o prazo para conversas sobre um novo relacionamento comercial com o Reino Unido, disse a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, ao jornal francês Les Échos em entrevista publicada nesta sexta-feira.

Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen
Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen

Von der Leyen disse que os dois lados precisam pensar seriamente se existe tempo suficiente para negociar um novo acordo comercial e firmar pactos sobre uma série de outras questões.

– Seria sensato avaliar a situação em meados do ano e então, se necessário, concordar em prorrogar o período de transição – disse ela ao jornal.

O Reino Unido estabeleceu o prazo inflexível de dezembro de 2020 para acertar um novo acordo comercial com a UE, apostando que a perspectiva de outro adiamento da separação britânica forçaria Bruxelas a agir rápido para selar um pacto.

Saída do Reino Unido

Em comentários separados à revista alemã Der Spiegel, Von der Leyen disse a respeito do prazo de saída do Reino Unido, atualmente 31 de dezembro de 2020: “Isso me preocupa muito, porque o tempo para a massa de questões que têm que ser negociadas é extremamente curto”.

No início deste mês, ela também descreveu como “extremamente curto” o cronograma para debater não somente os temas comerciais, mas também educação, transporte, pesca e outros tópicos.

A respeito de segurança e defesa, Von der Leyen disse à Der Spiegel: “Os dois lados agora estão se esforçando por uma cooperação próxima”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *