UE convida presidentes de Amazon, Apple, Facebook e Google para audiência

Arquivado em: Destaque do Dia, Internet, Redes Sociais, Tablet & Celulares, Tecnologia, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 25 de janeiro de 2021 as 12:07, por: CdB

Parlamentares da União Europeia convidaram os presidentes de Amazon, Apple, Facebook e Alphabet para uma audiência em 1º de fevereiro em Bruxelas, enquanto tentam reprimir os poderes dos gigantes de tecnologia.

Por Redação, com Reuters – de Bruxelas

Parlamentares da União Europeia convidaram os presidentes de Amazon, Apple, Facebook e Alphabet para uma audiência em 1º de fevereiro em Bruxelas, enquanto tentam reprimir os poderes dos gigantes de tecnologia.

Parlamentares da União Europeia convidaram os presidentes de Amazon, Apple, Facebook e Alphabet para uma audiência

Nos próximos meses, o Parlamento Europeu dará informações sobre propostas da Comissão Europeia para fazer empresas agirem de forma justa com rivais e para lidarem com notícias falsas e conteúdo prejudicial sob pena de enfrentarem multas pesadas.

“O objetivo da audiência é fazer um intercâmbio com os diretores executivos das quatro empresas de plataforma líderes globalmente para aprender sobre seus modelos de negócios atuais e conceitos futuros enquanto enfrentam os desafios de alterar as condições de mercado”, diz um convite enviado às empresas.

Regulamentação para o setor digital

“O evento contribuirá para preparar os membros do Parlamento Europeu para as próximas discussões sobre uma potencial nova regulamentação para o setor digital. Por todas estas razões, queremos esclarecer que este convite é apenas para presidentes.”

O convite diz que os legisladores estão dispostos a mudar a data para outro dia até março, mas pessoas familiarizadas com as empresas duvidam que elas aceitariam o convite.

O presidente-executivo da Alphabet, Sundar Pichai, terá uma videoconferência com a chefe antitruste da UE, Margrethe Vestager, em 25 de janeiro, de acordo com a programação da Comissão Europeia.

Vestager, que está pressionando por novas regras mais rígidas contra as gigantes da internet, discutirá questões digitais e de concorrência com Pichai, disse uma porta-voz da Comissão.