Uefa suspende Merih Demiral por gesto extremista na Eurocopa

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado sábado, 6 de julho de 2024 as 13:13, por: CdB

Autor dos dois tentos na vitória sobre a Áustria, o jogador reproduziu um gesto ultranacionalista associado aos “Lobos Cinzentos”, grupo extremista turco que ficou famoso, entre outras coisas, pelo envolvimento em um ataque ao papa João Paulo II.

Por Redação, com ANSA – de Bruxelas

O zagueiro turco Merih Demiral foi suspenso por duas partidas pela Uefa por ter comemorado um gol nas oitavas de final da Eurocopa 2024 com um gesto em alusão à extrema direita.

Demiral foi suspenso por duas partidas pela Uefa

Autor dos dois tentos na vitória sobre a Áustria, o jogador reproduziu um gesto ultranacionalista associado aos “Lobos Cinzentos”, grupo extremista turco que ficou famoso, entre outras coisas, pelo envolvimento em um ataque ao papa João Paulo II.

A comemoração, considerada xenofóbica, fez a instituição punir Demiral por “descumprir os princípios gerais de conduta, violar as regras básicas de conduta decente, usar eventos esportivos para manifestações de natureza não esportiva e levar o esporte do futebol ao descrédito”.

Turquia

O jogador turco, que já vestiu as camisas de Atalanta e Juventus, imitou um símbolo semelhante à cabeça de um lobo com as mãos para saudar os torcedores turcos após seu segundo gol.

Por sua vez, o Ministério dos Esportes da Turquia chamou a decisão de “injusta, parcial e puramente política” e disse que a medida “não é apoiada por qualquer base jurídica”.

O caso também abriu uma crise diplomática entre Turquia e Alemanha, com convocações mútuas dos embaixadores de Ancara em Berlim, e vice-versa.

Com a decisão da Uefa, Demiral está fora das quartas de final da Eurocopa, neste sábado, contra a Holanda, e de uma eventual semifinal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *