Vacina desenvolvida por BioNTech e Pfizer mostra potencial de testes em humanos

Arquivado em: Destaque do Dia, Saúde, Últimas Notícias, Vida & Estilo
Publicado quarta-feira, 1 de julho de 2020 as 11:27, por: CdB

 

A vacina para covid-19 desenvolvida pela empresa alemã de biotecnologia BioNTech e pela gigante farmacêutica dos Estados Unidos Pfizer mostrou potencial e foi bem tolerada no estágio inicial de testes em humanos, informaram as empresas nesta quarta-feira.

Por Redação, com Reuters – de Frankfurt/Londres

A vacina para covid-19 desenvolvida pela empresa alemã de biotecnologia BioNTech e pela gigante farmacêutica dos Estados Unidos Pfizer mostrou potencial e foi bem tolerada no estágio inicial de testes em humanos, informaram as empresas nesta quarta-feira.

Foto de ilustração mostra frasco com rótulo de vacina em frente a cartaz de covid-19
Foto de ilustração mostra frasco com rótulo de vacina em frente a cartaz de covid-19

A vacina é uma das 17 testadas em seres humanos durante uma corrida global para encontrar uma forma de imunização contra o novo coronavírus, que já infectou 10,5 milhões de pessoas e matou mais de meio milhão até agora.

O tratamento em potencial é o quarto medicamento para covid-19 em estágio inicial a ser promissor em testes em humanos, juntamente com projetos envolvendo a Moderna, a CanSino Biologics e a Inovio Pharmaceuticals.

A BioNTech

A BioNTech afirmou que os testes de duas dosagens de seu medicamento BNT162b1 em 24 voluntários saudáveis ​​mostrou que, após 28 dias, eles desenvolveram níveis mais altos de anticorpos para covid-19 do que os normalmente observados em pessoas infectadas.

A mais alta entre as duas doses, ambas administradas através de duas injeções com diferença de três semanas, foi seguida por uma febre curta em três dos quatro participantes após a segunda aplicação.

Uma terceira dosagem, testada em uma concentração mais alta em um grupo separado, não foi repetida após a primeira aplicação devido à dor da injeção.

– Esses primeiros resultados de testes mostram que a vacina produz atividade imune e causa uma forte resposta imune – disse o co-fundador e CEO da BioNTech, Ugur Sahin.

Sahin afirmou que estão sendo preparados ensaios mais amplos para confirmar se isso se traduz em proteção contra uma infecção real.

Nenhuma vacina para covid-19 foi aprovada para uso comercial até agora.

Tratamento para HIV

Uma combinação de medicamentos antivirais usada para tratar pacientes com HIV não apresentou benefícios em pacientes hospitalizados com a covid-19 em um estudo randomizado de larga escala, anunciaram cientistas britânicos na segunda-feira.

Cientistas conduzindo o estudo Recovery na Universidade de Oxford disseram que os resultados “descartam de maneira convincente qualquer benefício significativo em termos de mortalidade com o uso de lopinavir-ritonavir nos pacientes hospitalizados com a covid-19 que estudamos”.

Os cientistas não encontraram diferenças em mortalidade, tempo de estadia no hospital ou risco de precisar de respiração mecânica, quando comparados os 1.596 pacientes que receberam lopinavir-ritonavir com os 3.376 pacientes no grupo de controle.

O Kaletra, da AbbVie, combina edicamentos lopinavir e ritonavir, usados em conjunto contra o HIV. A empresa aumentou seu estoque enquanto avaliava se os remédios poderiam ser usados no tratamento da covid-19.

– Esses resultados preliminares mostram que para os pacientes hospitalizados com a covid-19, respirando sem o auxílio de ventiladores, a combinação lopinavir-ritonavir não é um tratamento eficiente – disse Peter Horby, chefe do estudo.

Os cientistas não conseguiram estabelecer conclusões sobre a eficiência da combinação de medicamentos em pacientes que respiram com o auxílio de ventiladores mecânicos por conta da dificuldade em administrar as substâncias.

O estudo tem examinado a eficiência de seis possíveis tratamentos para a covid-19, envolvendo 11,8 mil pacientes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code