Vacinação nos EUA fica muito aquém da meta de 20 milhões de pessoas

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 31 de dezembro de 2020 as 12:12, por: CdB

Apenas cerca de 2,6 milhões de norte-americanos receberam a vacina contra covid-19 até o último dia de dezembro, deixando os Estados Unidos muito aquém do objetivo do governo de vacinar 20 milhões de pessoas neste mês.

Por Redação, com Reuters – de Washington

Apenas cerca de 2,6 milhões de norte-americanos receberam a vacina contra covid-19 até o último dia de dezembro, deixando os Estados Unidos muito aquém do objetivo do governo de vacinar 20 milhões de pessoas neste mês.

Médico recebe uma das primeiras doces da vacina contra coronavírus da Pfizer-BioNTech em Boston, Massachusetts, EUA
Médico recebe uma das primeiras doces da vacina contra coronavírus da Pfizer-BioNTech em Boston, Massachusetts, EUA

Aproximadamente 14 milhões de doses das vacinas da Pfizer e da Moderna foram distribuídas aos Estados até agora, disseram autoridades federais a repórteres na quarta-feira, abaixo da meta de enviar 20 milhões de doses este mês.

No início de dezembro, as autoridades sustentavam que teriam 40 milhões de doses disponíveis neste mês, o suficiente para vacinar 20 milhões de norte-americanos com um sistema de duas doses.

Em 4 de dezembro, o comissário da FDA Stephen Hahn disse à Reuters que vacinar 20 milhões até o final do ano era realista, dependendo da campanha de vacinação.

Desde então, as autoridades têm afirmado que estão comprometidas em disponibilizar doses suficientes, sem comentar as metas para vacinações, após ter ficado claro que as inoculações estão aquém do número de doses distribuídas.

Distribuição de tantas doses

“A rápida disponibilidade e distribuição de tantas doses – com 20 milhões de primeiras doses alocadas para distribuição apenas 18 dias após a primeira vacina ter conseguido autorização de uso de emergência – é uma prova do sucesso da Operação Warp Speed”, disse um porta-voz do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA em comunicado. As doses que foram alocadas, mas não distribuídas, serão enviadas em janeiro.

O governo disse que, para cada dose enviada, mantém uma segunda dose na reserva e um estoque de segurança, o que aproximaria o número total de doses da vacina para 40 milhões.

Mesmo com o número de doses distribuídas se aproximando da meta de chegar a 20 milhões de pessoas, o ritmo das vacinações reais tem sido muito mais lento do que o previsto, de acordo com dados divulgados pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças.

– O governo federal distribuiu as vacinas para os Estados. Agora cabe aos Estados administrar. Mexam-se! – afirmou o presidente dos EUA, Donald Trump, no Twitter.

Autoridades locais de saúde pública disseram à agência inglesa de notícias Reuters que a falta de financiamento federal para distribuição de vacinas os impediu de contratar a equipe necessária.

– Sabemos que deveria ser melhor e estamos trabalhando duro para torná-la melhor – disse o conselheiro-chefe da Operação Warp Speed, dr. Moncef Slaoui, em entrevista coletiva.

A vacinação dos 21 milhões de trabalhadores de saúde nos EUA começou em 14 de dezembro. As vacinações dos 3 milhões de residentes em asilos do país, que também estão no primeiro grupo de prioridade, ocorreram logo depois.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code