Vacinação contra sarampo e pólio atinge 91,3% do público-alvo

Arquivado em: Destaque do Dia, Saúde, Últimas Notícias, Vida & Estilo
Publicado quinta-feira, 6 de setembro de 2018 as 11:46, por: CdB

Para imunizar outras 976 mil crianças que ainda não receberam as doses, o Ministério da Saúde vai prorrogar a campanha até 14 de setembro

Por Redação, com ACS – de Brasília

Após a Campanha Nacional de Vacinação, que terminou na última semana, 10,2 milhões de crianças menores de cinco anos foram imunizadas contra sarampo e poliomielite. Com isso, o governo federal informou que o índice de cobertura do público-alvo chegou a 91,3%.

Campanha foi prorrogada até 14 de setembro

Para imunizar outras 976 mil crianças que ainda não receberam as doses, o Ministério da Saúde vai prorrogar a campanha até 14 de setembro. Neste ano, a campanha é direcionada a todas as crianças dessa idade, sem discriminação quanto a situação vacinal.

Balanço

Segundo balanço do ministério, até 4 de agosto 1,5 mil casos de sarampo já foram confirmados no País, com surtos registrados nos estados do Amazonas e Roraima. Ao todo, oito pacientes morreram por causa da doença.

Casos de sarampo

Balanço divulgado na quarta-feira pelo governo federal mostra a confirmação de 1.579 casos de sarampo no Brasil, enquanto outros 7.513 estão em investigação. Amazonas e Roraima concentram a maior parte das notificações, mas houve identificação também em São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Pernambuco e Pará. Os dados são relativos até 3 de setembro. Oferecida de forma gratuita no Sistema Único de Saúde (SUS).

De acordo com o Ministério da Saúde, o maior número de registros no Amazonas e em Roraima tem relação com a imigração de venezuelanos ao Brasil. A composição genética do vírus (D8) em circulação é o mesmo que da Venezuela, que enfrenta surto da doença desde o ano passado. Até o momento, são oito mortes por sarampo, sendo quatro em Roraima (três em estrangeiros e um em brasileiro) e quatro no Amazonas (todos brasileiros). 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *