Vacinas russas são as mais eficazes e seguras do mundo, diz Putin

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 4 de março de 2021 as 11:54, por: CdB

 

O presidente russo, Vladimir Putin, declarou nesta quinta-feira que as vacinas russas contra o coronavírus são mais eficazes e seguras em comparação com as outras disponíveis no mundo.

Por Redação, com Sputnik – de Moscou

O presidente russo, Vladimir Putin, declarou nesta quinta-feira que as vacinas russas contra o coronavírus são mais eficazes e seguras em comparação com as outras disponíveis no mundo.

Presidente russo, Vladimir Putin

Putin, falou sobre o enfrentamento da Rússia contra a pandemia da covid-19 e destacou o papel dos cientistas e dos desenvolvedores de vacinas do país.

– Temos orgulho de nossos cientistas, desenvolvedores desses medicamentos, sem os quais, como dizem os especialistas não só em nosso país, mas também no mundo, seria impossível enfrentar a covid-19. E realmente temos algo do que nos orgulhar, quero dizer que nossa vacina e as nossas vacinas são as mais seguras e eficazes do mundo – disse.

Putin observou que o nível de proteção da vacina russa Sputnik V é de 91,6%, enquanto a eficácia da AstraZeneca é de 61%. Além disso, o presidente russo lembrou que em alguns países europeus suspenderam a aplicação da vacina da Pfizer após alguns casos de mortes, citando, em particular, que 16 pessoas morreram na Suíça após o uso deste imunizante.

Agência Europeia de Medicamentos

No final de janeiro, a Agência Europeia de Medicamentos (EMA) divulgou um comunicado afirmando que a vacina desenvolvida pelos laboratórios Pfizer e BioNTech não tem relação com casos de morte de pessoas que receberam o imunizante.

– Nós, graças a Deus, não temos um único caso colateral grave. Bom, algumas pessoas tiveram febre, 10% podem ter tido um aumento de temperatura no segundo dia, mas o nível de proteção é alto e a segurança é alta – acrescentou.

De acordo com ele, mais de 2 milhões de russos já receberam as duas doses da vacina contra o coronavírus, sendo que quase o mesmo número de pessoas recebeu uma dose do imunizante.

A vacinação em massa contra a covid-19 começou na Rússia em 18 de janeiro de 2021. O processo é gratuito e voluntário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code